Minha Primeira Empresa

Estímulo à criação e formalização de novas empresas

Voltado para capacitar empreendedores, facilitar a abertura de novas empresas e oferecer sustentabilidade aos negócios abertos, o programa Minha Primeira Empresa já alcançou mais de 4 mil empreendedores em todo o Estado de Goiás. Criado por meio de uma parceria da Associação de Jovens Empreendedores e Empresários de Goiás (AJE Goiás) e Secretaria de Indústria e Comércio de Goiás (SIC), o programa passou a integrar os projetos da Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje), com a proposta de ampliá-lo, levando benefícios e capacitação aos jovens empreendedores de todo o Brasil.

Instituições que fazem parte da Conaje, como a AJE Amazonas, AJE Piauí, AJE Fortaleza, CJE MS e AJE Bahia já estão em processo de estudo e avaliação do projeto, além da busca por parceiros, para transformá-lo em programa em seus estados. O programa está em fase de negociação e implantação em outros estados também.

Desde agosto de 2013, quando o Minha Primeira Empresa teve início em Goiás, foram 50 turmas alcançadas. O objetivo é incentivar a criação e formalização de novas empresas, com planejamento, acesso ao crédito e acompanhamento técnico do desenvolvimento do negócio, proporcionando, aos potenciais empreendedores, condições mais competitivas de inserção no mercado e contribuindo para o processo de emancipação social.

A meta tem sido também de incrementar o empreendedorismo formal, gerando impactos positivos para a sociedade, como a formalização de empresas, a geração de empregos diretos e indiretos, aumento da inovação, da oferta de produtos e serviços, da atividade econômica e da sustentabilidade das empresas no primeiro ano, além do aumento da renda per capita e melhoria da qualidade de vida dos envolvidos, a partir do incentivo à cultura empreendedora.

Como o programa é desenvolvido

São seis etapas durante o programa. A primeira é o ‘Diagnóstico do Perfil Empreendedor’, que é realizado para avaliar o participante e ajudá-lo a compreender a personalidade empreendedora, fornecendo informações para a tomada de decisões e condução de negócios. Após o diagnóstico, todo o trabalho de avaliação será conduzido por um profissional da área de Psicologia, que ficará responsável ainda por repassar os resultados do diagnóstico para o e-mail cadastrado no programa. Após essa etapa, o participante poderá integrar as próximas etapas, que compreendem Curso de Iniciação ao Empreendedorismo, Curso de Gestão da Primeira Empresa e Plano de Negócios, Criação da Primeira Empresa, Crédito Primeira Empresa.

O Curso de Iniciação ao Empreendedorismo será oferecido durante três dias. Nesta etapa, os selecionados para a primeira turma vão receber orientações, com aulas expositivas sobre definição, princípios e objetivos de empreendedorismo, o empreendedorismo no mundo e no Brasil, os atributos do empreendedor, estratégias empreendedoras, funções da Administração, conceitos de mercado, ética e trabalho, recursos humanos, noções de administração financeira, noções de marketing e vendas, e casos empresariais.

Também são desenvolvidas aulas com temáticas relacionadas ao conceito de micro e pequena empresa, microempreendedor individual, empreendedor individual de responsabilidade limitada, classificação por faturamento anual, supersimples, linhas de crédito, microproduzir, formalização de empresas, avaliação do curso e informações específicas.

O resultado do Diagnóstico do Perfil Empreendedor e a conclusão do curso de Iniciação ao Empreendedorismo são requisitos imprescindíveis para que o participante possa integrar a turma do curso de Gestão da Primeira Empresa e Plano de Negócios.

Reconhecimento

O programa Minha Primeira Empresa foi finalista do 4º Prêmio Fecomércio de Sustentabilidade, na categoria Órgãos Públicos, e está sendo estudado por outros países, como é o caso do Paraguai, que já avalia o projeto, por meio da Associação de Jovens Empresários do Paraguai.