DLI

DLITributos mais justos e melhor aplicados

Talvez seja um dos dias mais esperados pela Conaje. Aliás, por todo o empresariado brasileiro. O dia 25 de maio é, por consideração, a celebração pela liberdade de impostos. É que até essa data, toda a renda acumulada pelos empreendedores tem um único destino: os bolsos do governo. É a partir daí que o que se ganha chega de fato às mãos do trabalhador. Em razão disso, a Confederação Nacional dos Jovens Empresários (Conaje) realiza junto a parceiros estratégicos, como o Movimento Brasil Eficiente (MBE), uma série de ações com o objetivo de marcar o Dia de Respeito ao Contribuinte e da Liberdade de Impostos (DLI).

A luta pela redução da carga tributária e a correta aplicação dos impostos tem sido uma bandeira histórica da entidade. Por causa da mobilização, esforços e até pressão de entidades, como a Conaje, que o governo federal adotou medidas para reduzir a alta carga tributária. Apesar dos avanços conquistados nos últimos anos, como a retirada de impostos federais que incidem em produtos da cesta básica e a lei que determina que os tributos sobre produtos e serviços devem ser discriminados em nota e cupom fiscal, muito ainda precisa ser feito no que diz respeito à desoneração tributária e correta aplicação dos impostos.

Por isso, a Conaje e os movimentos de jovens empreendedores buscam alertar a população por meio de ações como exposição de produtos com valores sem e com impostos, vendas de combustíveis e refeições sem a cobrança de tributos, happy hour sem impostos, entre outras atividades.

Lei federal

O Dia Nacional de Respeito ao Contribuinte e da Liberdade de Impostos foi instituído pela Lei Federal 12.325, de 15 de setembro de 2010. O projeto é promovido pela Conaje e realizado pelos movimentos de jovens empreendedores e empresários nos estados. Também são parceiros do projeto o Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) e Movimento Brasil Eficiente (MBE).