Evento realizado de 21 a 24 de novembro, em Balneário Camboriú, foi marcado por integração, conhecimento, trocas de experiências e negócios

Uma imersão no empreendedorismo. Santa Catarina sediou o 23° Congresso Nacional de Jovens Empreendedores, maior encontro associativista do país. Realizado de 21 a 24 de novembro, em Balneário Camboriú, o evento reuniu cerca de 500 jovens empresários, vindos de todo o Brasil e jovens da Ásia, Oriente Médio, Europa, América Latina e América do Norte, que embarcaram em um mundo de conexões.

“Foi uma grande alegria poder receber aqui em Santa Catarina tantos jovens empreendedores de todas as partes do Brasil e de vários países vizinhos. Esse evento mostrou a força do nosso movimento e abriu caminhos para quem prestigiou. Saímos daqui mais renovados, felizes e batalhando por um país mais benéfico para quem quer investir, gerar emprego e riqueza”, destaca o presidente do Conselho Nacional de Jovens Empreendedores (CONAJE), Guilherme Gonçalves.

O empreendedorismo em foco

Durante os quatro dias o evento contou com uma programação diversificada. Além das assembleias gerais ordinárias do Conselho Estadual de Jovens Empreendedores (CEJESC) e CONAJE, o congresso também contou com Assembleia de Líderes do G20 YEA (Aliança de Jovens Empreendedores do G20). Também sediou o 8º CIJE – Congresso Ibero-americano de Jovens Empresários da FIJE – Federação Ibero-Americana de Jovens Empresários.

Foram mais de 45 horas de trabalhos além das palestras, capacitações, painéis, rodadas de negócios. Entre os destaques, a presença de José Ricardo da Veiga, no painel que tratou sobre Micro e Pequenas Empresas. “São os empreendedores que levam o desenvolvimento do país e quando esses empreendedores são jovens, eles têm uma capacidade transformadora muito grande, para buscar melhorias que revertam em benefício para toda a população. É bonito ver tantos jovens engajados na busca por um país melhor e nós, queremos contribuir, ajudar a acelerar e não burocratizar a abertura e permanência das MPEs no mercado”, ressalta.

Santa Catarina como exemplo

Com feedbacks positivos, o congresso abriu portas e mostrou a relação dos empresários catarinenses com o governo. “Quando decidimos fazer o congresso em Santa Catarina tínhamos um objetivo muito forte, que era trazer um evento internacional pro Estado. E movimentamos os jovens para que fosse aqui, para mostrar nossa relação com o governo, nossa cultura, a diversificação e o desenvolvimento da nossa região e, recebendo o feedback deles, ficou claro que atingimos os nossos objetivos”, enfatiza o presidente do CEJESC, Antônio Guimarães.

Segundo ele, os participantes vindos de vários países puderam conferir de perto o que o Estado faz para incentivar e fortalecer o empreendedorismo, gerando novas oportunidades de emprego e renda e alavancando a economia. O 23º Congresso Nacional Jovens Empreendedores foi realizado pelo CONAJE e CEJESC, através de parcerias com a Federação das Associações Empresariais (FACISC), All Invest e empresas parceiras.

Estéla Becker – Diretora de Comunicação Cejesc