Ricardo apresentou o PAJE durante reunião online, transmitida ao vivo pelo Youtube

Foi realizada na tarde do dia 24 de abril, a primeira Assembleia Geral Ordinária (AGO) de forma on-line do Conselho Estadual dos Jovens Empreendedores (Cejesc). O encontro virtual foi a solução encontrada para a realização da 172ª AGO, em meio às medidas de distanciamento social devido ao novo coronavírus.

Na oportunidade, foi lançado o Programa de Apoio ao Jovem Empreendedor (PAJE), através do diretor de Gestão do Conhecimento do Cejesc, Ricardo Pereira. De um modo geral, o objetivo é conectar integrantes do movimento para que colaborem com a empresa do outro, em forma de consultoria, conforme a especialidade desejada. “Precisamos de especialistas oriundos do nosso movimento jovem empreendedor, que possuam experiência, que conheçam os desafios de ser um empreendedor e que tenham o conhecimento técnico dentro da área em que irão atuar”, explica Ricardo.

O diretor frisou que todo o programa é gratuito e voluntário. As partes interessadas devem se cadastrar no site do Cejesc, tanto quem pretende receber a consultoria quanto quem se dispõe a ser o facilitador. “Eles preenchem um formulário, com dados pessoais e o tema que necessita ou que é especialista, e o programa conecta os dois”, comenta.

Como participar
O especialista voluntário pode ser qualquer participante do movimento, desde que demonstre conhecimento e possua experiência em alguma especialidade. “Além, claro, de ter tempo para realizar essa consulta, que deverá ser realizada online ou presencial”, acrescenta Ricardo.

Já para receber esta ajuda, é preciso fazer parte de algum Núcleo de Jovem Empreendedor ligado ao Cejesc. No futuro, a ideia poderá se estender a toda a comunidade, com o especialista sempre sendo participante do movimento.

Tempo de consultoria
Estima-se um tempo de 15 minutos até 1 hora por atendimento. Mas isso pode ser ajustado em comum acordo entre as partes, caso haja necessidade. “Além de gerar capacitação, relacionamento, representatividade, fortalecimento e geração de negócios, o projeto irá gerar resultados imediatos com a solução dos problemas pontuais das empresas”, afirma Ricardo.

O diretor de Gestão do Conhecimento do Cejesc lembra que tudo é gratuito, para ambas as partes. “Depois se quiser contratar para algo específico, é consequência. Como já acontece naturalmente nos relacionamentos possibilitados pelo movimento”, encerra.

Inscreva-se

Fonte: Leonardo Celeski
Jornalista (0006114/SC), editor do jornal A Gazeta, de São Bento do Sul/SC, e sócio-administrador da Céu Azul Turismo.