Como conquistar clientes de forma simples e com baixo investimento

Por Rafael Sombra

A arte de vender é um mix de determinação, foco e de estratégias que às vezes não enxergamos ou não damos a devida importância. O resultado esperado fica “no quase”, “na culpa”, “no se” ou no só “quase bati minha meta”. Também é cômodo usar as frases: “Se eu tivesse atendido mais clientes teria batido minha meta”. “ A culpa é da falta de cliente”. “Só não bati a meta porque eu trabalho em um turno fraco”.

O maior bem de qualquer empresa é o cliente. As empresas criam estratégias e investem alto para conquistar seu público: mídias na televisão, coquetéis para lançamento das linhas de produtos, presentes aos clientes, cartão de fidelidade, sites de vendas, entre outros. Tudo isso deve ser feito, e é muito importante para aumentar a clientela. Porém existem algumas maneiras mais simples para criar oportunidades de conquistar novos clientes.

Você já parou para pensar quantas vezes visitou lojas que ficam próximas à sua para divulgar suas linhas de produtos, apresentar ofertas para um determinado período ou outras ações do tipo?

Pergunto a você vendedor, por exemplo, que trabalha no Shopping: onde as equipes das outras lojas irão comprar o presente para o dia dos namorados?

E você, gestor, já parou para pensar que num shopping ou num centro comercial, com uma média de 100 lojas (cada uma, no mínimo, com quatro colaboradores), você tem um público estimado de 400 pessoas para atingir? Esse é um tipo de oportunidade que não está tão disfarçada assim e às vezes é desprezada!

Muitas vezes em nosso ponto de venda recebemos clientes que são de empresas, entidades ou órgãos públicos que possuem diversos departamentos e associados. Neste momento existem várias chances para que seus produtos sejam oferecidos e, também, criadas ações de venda. Para você conseguir essa integração deve fortalecer a relação com o cliente chave, criar benefícios e desenvolver a ação de venda. Com certeza algumas dessas vendas externas poderão render muito mais do que um dia de venda em sua loja.

O importante é buscar algo que seja interessante para aquele público com o qual você irá interagir, além de definir o bem o perfil e as características de consumo dele. Um ótimo exemplo é aproveitar algumas datas comemorativas para as promoções e ações. Desta forma fica mais fácil, e mais certeiro, a variedade dos produtos que serão demonstrados.

Uma estratégia que muitas empresas vêm desenvolvendo é a indicação. O cliente que vai à sua loja indica algum amigo (a) e, a loja, em contrapartida, dá algum benefício, que pode ser para o indicado ou para quem está indicando. Existem ainda parcerias com entidades, nas quais podem estar seu público alvo. Neste caso, de maneira direta você pode conseguir acesso a esses clientes e oferecer um plano de benefícios para grupos fechados.

As oportunidades estão escancaradas e bem próximas de nós. O fato é que buscamos muitas vezes as estratégias mais difíceis e mais caras para o ato da conquista. Mas não para por aí, não basta conquistar, depois disso vem outra etapa, que é a de manter a base de clientes.

Boas vendas!

Rafael Sombra
Administrador – Habilitação em Marketing
MBA em Gestão de Projetos
Empresário – Franqueado Mahogany Cosméticos
Diretor de Projetos da AJE-MA
São Luís, MA