O almoço que encerrou as atividades do Dia D do Feirão do Imposto 2018, ocorreu durante a 85 edição da Assembleia Geral Ordinária da Conaje, no dia 23 de maio em Goiânia/GO. Na ocasião, resultados parciais das ações que ocorreram em 17 estados do Brasil foram apresentados.

Com o tema principal na Eficiência no uso de tributos, a campanha reivindica menos discursos e mais eficiência no uso do dinheiro público, ineficiência de gestão e a corrupção, impedem que impostos pagos pelos brasileiros, ano após ano, sejam usados em obras e serviços públicos de qualidade.

Estima-se que mais de 200 cidades realizaram atividades entre os dias 14 e 19 de maio, dentre elas destaque para Mato Grosso do Sul, que oportunizou a venda de 50 unidades de Cestas Básicas de R$79,61 por R$ 39,36 sem a incidência de impostos.

Em Goiânia, a AJE Goiânia, viabilizou o direito de compra sem impostos de 1 moto, 1 carro, 2 apartamentos e mais de 1000 m2 em materiais de construção.

Os estados com mais cidades envolvidas na ação foram Paraná e Santa Catarina.

O Feirão do Imposto 2018 já pode ser considerado o maior em número de palestras, onde apenas em Santa Catarina foram realizadas 46 explanações que envolviam o tema da tributação consciente, e o maior, em replicação e exposição do tema em canais de renome.

O resultado oficial deve ser apresentado na próxima AGO da Conaje, no mês de agosto em Tubarão.
A ideia dos envolvidos, Luiz Arnoldo Cunico, Coordenador Nacional do Feirão do Imposto, Aldo Esmério, Coordenador de Assuntos Tributários e Marcus Mafia, Coordenador Nacional Adjunto do Feirão do Imposto, é que ações pontuais que abordem a questão tributária sejam desenvolvidas durante os próximos meses e os resultados cheguem ao legislativo e executivo.

“Essa proporção enorme em grandes canais de comunicação, provou a todos os envolvidos que a Conaje e os movimentos estaduais, possuem uma voz muito mais forte e ativa do que imaginamos, “ complementou Marcus Mafia, Coordenador Nacional Adjunto do Feirão do Imposto.